Receitas tradicionais

Americano vence concurso global para jovens chefs de S. Pellegrino

Americano vence concurso global para jovens chefs de S. Pellegrino

O chef Mitch Lienhard (de Manresa, no norte da Califórnia) ganhou o título global em uma competição em Milão

O chef Mitch Lienhard derrotou 19 outros finalistas de todo o mundo pelo cobiçado título.

A marca S.Pellgrino pode ser mais conhecida no mundo da alimentação por seu patrocínio aos cobiçados Lista dos 50 melhores restaurantes do mundo (desistiu de naming rights para o evento este ano, mas ainda é um patrocinador), mas todos os anos, a marca de água italiana também celebra chefs promissores com o concurso global não relacionado S.Pellegrino Young Chef 2016.

Este ano, Mitch Lienhard da Manresa, o restaurante com três estrelas Michelin em Los Gatos, Califórnia, foi escolhido para representar os Estados Unidos na competição em Milão. Lienhard foi coroado o vencedor, batendo outros 19 jovens competidores de todo o mundo.

"É realmente emocionante", disse Lienhard, comentando sobre sua grande vitória para a imprensa. "Sinto que me preparei para este momento, mas não sinto que me preparei para este momento. Estou em êxtase."

A entrada vencedora de Lienhard foi seu prato de assinatura, pato assado com laranja com especiarias e inhame - desenvolvido com a ajuda de seu mentor, Dominique Crenn, vencedor do Mundial de Melhor Chef Feminino de 2016, do San Francisco's Atelier Crenn e Petit Crenn - disse que o lembrava de seu estado natal, Michigan. O prato foi avaliado por um grupo de juízes conhecidos como os “sete sábios”: David Higgs (Saxon Boutique Hotel, Villas & Spas em Joanesburgo), Carlo Cracco (Ristorante Cracco em Milão), Gaggan Anand (Gaggan em Bangkok), Elena Arzak (Arzak em San Sebastián, Espanha), Mauro Colagreco (Mirazur em Menton, França), Wylie Dufresne (o falecido WD ~ 50 em Nova York), e Roberta Sudbrack (Restaurante da Roberta Sudbrack no Rio de Janeiro).


Anunciado o vencedor do S.Pellegrino Young Chef Pacific

Restaurant & # 8217s Lume & # 8217s Jose Lorenzo Morales foi eleito o vencedor da final regional do Pacífico da competição S.Pellegrino Young Chef.

Lorenzo Morales recebeu o prêmio na frente de seus concorrentes e colegas em uma cerimônia de premiação realizada no Est. Em Sydney na noite passada.

O chef commis garantiu a vitória com seu prato chamado & # 8216Analogy & # 8217 (barriga de porco lechón assada, pasta de bogoong de camarão, bolacha de arroz pandan, latik caramelo e pó de tamarindo), que o jovem de 26 anos disse representar as tradições culinárias de as Filipinas.

& # 8220Eu quero restaurar nossas práticas ancestrais & # 8217 que refletem as tradições filipinas, para inspirar os habitantes locais a não esquecer nossa história. Eu apliquei técnicas que se estendem do norte ao sul das Filipinas de maneira coesa, não para expressar sofisticação, mas uma apreciação por um legado cultural que merece uma identidade. & # 8221

Os juízes Peter Gilmore, Christine Manfield, Dan Hunter, Danielle Alvarez e Jock Zonfrillo ficaram impressionados com a execução do prato de Lorenzo Morales & # 8217 e compareceram à culinária realizada no início do dia na Sydney Seafood School, observando os 10 semifinalistas e provando seus pratos.

Além da homenagem principal, S.Pellegrino concedeu três títulos adicionais durante a noite.

Abhijit Dey, do SO Auckland, ganhou o prêmio Fine Dining Lovers Food for Thought, com Kezia Kristel da Icebergs recebendo o prêmio S.Pellegrino de Responsabilidade Social. Igni & # 8217s James Bond-Kennedy recebeu o título de Conexão Acqua Panna em Gastronomia.

Lorenzo Morales, de Melbourne, viajará a Milão em 2020 para competir contra 11 chefs de todo o mundo pelo título de Young Chef 2020. Ele será acompanhado por seu mentor e vencedor anterior da região do Pacífico John Rivera, que ficou em no. .5 na final global em 2018. Kristel, Bond-Kennedy e De também estarão presentes na final.

Hospitalidade esteve no terreno durante o cozimento e falou com Christine Manfield, que ficou feliz por ver um aumento da representação feminina (foram três finalistas) e comentou sobre a importância da proveniência.

& # 8220Eu & # 8217m curioso sobre a proveniência de seus produtos e alguns se destacam mais do que outros, & # 8221 disse Manfield. & # 8220É & # 8217s realmente sobre tentar determinar seu nível de conforto & # 8230 Quanto tempo levaram para desenvolver suas receitas, como eles & # 8217s refinaram ao longo do tempo. & # 8221

Danielle Alvarez ecoou o sentimento focado nos produtos e disse que os juízes prestaram atenção especial à história por trás dos pratos.

& # 8220Acho que o painel de jurados está se concentrando na qualidade do produto em primeiro lugar, então acho que & # 8217todos estamos olhando para a aparência do produto e por que o chef escolheu aquele ingrediente em particular, & # 8221 ela disse. & # 8220Eles & # 8217 estão falando sobre sustentabilidade e desperdício zero, e isso & # 8217 é realmente excelente. & # 8221

Lorenzo Morales terá cerca de nove meses para aperfeiçoar seu prato com a ajuda do chef executivo da Lume, John Rivera, que conversou com Hospitalidade sobre as oportunidades que a competição lhe proporcionou e seu novo papel como mentor.

& # 8220Eu sei como isso pode ser importante para jovens chefs & # 8221, disse ele. & # 8220Após eu ganhar e ir para Milão, isso abriu muitas oportunidades e inspirou muitos jovens cozinheiros filipinos a buscar sua própria culinária, sua cultura e sua própria interpretação de sua cultura, & # 8221 ele disse.

& # 8220Jose já estava trabalhando para mim na Lume e disse que queria fazer isso. Parecia certo que eu seria seu mentor - eu já estive aqui antes e realmente queria ajudá-lo a encontrar seu próprio estilo de cozinha filipino-australiana. & # 8221

A região do Pacífico foi a primeira a realizar sua final regional, com as 11 regiões restantes a seguir nos próximos meses.


Anunciado o vencedor do S.Pellegrino Young Chef Pacific

Restaurant & # 8217s Lume & # 8217s Jose Lorenzo Morales foi eleito o vencedor da final regional do Pacífico da competição S.Pellegrino Young Chef.

Lorenzo Morales recebeu o prêmio na frente de seus concorrentes e colegas em uma cerimônia de premiação realizada no Est. Em Sydney na noite passada.

O chef commis garantiu a vitória com seu prato chamado & # 8216Analogy & # 8217 (barriga de porco lechón assada, pasta de bogoong de camarão, bolacha de arroz pandan, latik caramelo e pó de tamarindo), que o jovem de 26 anos disse representar as tradições culinárias de as Filipinas.

& # 8220Eu quero restaurar nossas práticas ancestrais & # 8217 que refletem as tradições filipinas, para inspirar os habitantes locais a não esquecer nossa história. Eu apliquei técnicas que se estendem do norte ao sul das Filipinas de maneira coesa, não para expressar sofisticação, mas uma apreciação por um legado cultural que merece uma identidade. & # 8221

Os juízes Peter Gilmore, Christine Manfield, Dan Hunter, Danielle Alvarez e Jock Zonfrillo ficaram impressionados com a execução do prato de Lorenzo Morales & # 8217 e compareceram à culinária realizada no início do dia na Sydney Seafood School, observando os 10 semifinalistas e provando seus pratos.

Além da homenagem principal, S.Pellegrino concedeu três títulos adicionais durante a noite.

Abhijit Dey, de SO Auckland, ganhou o prêmio Fine Dining Lovers Food for Thought, com Kezia Kristel da Icebergs recebendo o prêmio S.Pellegrino de Responsabilidade Social. Igni & # 8217s James Bond-Kennedy recebeu o título de Conexão Acqua Panna em Gastronomia.

Lorenzo Morales, de Melbourne, viajará para Milão em 2020 para competir contra 11 chefs de todo o mundo pelo título de Young Chef 2020. Ele terá a companhia de seu mentor e vencedor anterior da região do Pacífico John Rivera, que ficou em no. .5 na final global em 2018. Kristel, Bond-Kennedy e De também estarão presentes na final.

Hospitalidade esteve no terreno durante o cozimento e falou com Christine Manfield, que ficou feliz por ver um aumento da representação feminina (foram três finalistas) e comentou sobre a importância da proveniência.

& # 8220Eu & # 8217m curioso sobre a proveniência de seus produtos e alguns se destacam mais do que outros, & # 8221 disse Manfield. & # 8220É & # 8217s realmente sobre tentar determinar seu nível de conforto & # 8230 Quanto tempo levaram para desenvolver suas receitas, como eles & # 8217s refinaram ao longo do tempo. & # 8221

Danielle Alvarez ecoou o sentimento focado nos produtos e disse que os juízes prestaram atenção especial à história por trás dos pratos.

& # 8220Acho que o painel de jurados está se concentrando na qualidade do produto em primeiro lugar, então acho que & # 8217todos estamos analisando a aparência do produto e por que o chef escolheu aquele ingrediente específico & # 8221 ela disse. & # 8220Eles & # 8217 estão falando sobre sustentabilidade e desperdício zero, e isso & # 8217 é realmente excelente. & # 8221

Lorenzo Morales terá cerca de nove meses para aperfeiçoar seu prato com a ajuda do chef executivo da Lume, John Rivera, que conversou com Hospitalidade sobre as oportunidades que a competição lhe proporcionou e seu novo papel como mentor.

& # 8220Eu sei como isso pode ser importante para jovens chefs & # 8221, disse ele. & # 8220Após eu ganhar e ir para Milão, isso abriu muitas oportunidades e inspirou muitos jovens cozinheiros filipinos a buscar sua própria culinária, sua cultura e sua própria interpretação de sua cultura, & # 8221 ele disse.

& # 8220Jose já estava trabalhando para mim na Lume e disse que queria fazer isso. Parecia certo que eu seria seu mentor - eu já estive aqui antes e realmente queria ajudá-lo a encontrar seu próprio estilo de cozinha filipino-australiana. & # 8221

A região do Pacífico foi a primeira a realizar sua final regional, com as 11 regiões restantes a seguir nos próximos meses.


Anunciado o vencedor do S.Pellegrino Young Chef Pacific

Restaurant & # 8217s Lume & # 8217s Jose Lorenzo Morales foi eleito o vencedor da final regional do Pacífico da competição S.Pellegrino Young Chef.

Lorenzo Morales recebeu o prêmio na frente de seus concorrentes e colegas em uma cerimônia de premiação realizada no Est. Em Sydney na noite passada.

O chef commis garantiu a vitória com seu prato chamado & # 8216Analogy & # 8217 (barriga de porco lechón assada, pasta de bogoong de camarão, bolacha de arroz pandan, latik caramelo e pó de tamarindo), que o jovem de 26 anos disse representar as tradições culinárias de as Filipinas.

& # 8220Eu quero restaurar nossas práticas ancestrais & # 8217 que refletem as tradições filipinas, para inspirar os habitantes locais a não esquecer nossa história. Eu apliquei técnicas que se estendem do norte ao sul das Filipinas de maneira coesa, não para expressar sofisticação, mas uma apreciação por um legado cultural que merece uma identidade. & # 8221

Os juízes Peter Gilmore, Christine Manfield, Dan Hunter, Danielle Alvarez e Jock Zonfrillo ficaram impressionados com a execução do prato de Lorenzo Morales & # 8217 e compareceram à culinária realizada no início do dia na Sydney Seafood School, observando os 10 semifinalistas e provando seus pratos.

Além da homenagem principal, S.Pellegrino concedeu três títulos adicionais durante a noite.

Abhijit Dey de SO Auckland ganhou o prêmio Fine Dining Lovers Food for Thought, com Kezia Kristel de Icebergs recebendo o prêmio S.Pellegrino de Responsabilidade Social. Igni & # 8217s James Bond-Kennedy recebeu o título de Conexão Acqua Panna em Gastronomia.

Lorenzo Morales, de Melbourne, viajará a Milão em 2020 para competir contra 11 chefs de todo o mundo pelo título de Young Chef 2020. Ele será acompanhado por seu mentor e vencedor anterior da região do Pacífico John Rivera, que ficou em no. .5 na final global em 2018. Kristel, Bond-Kennedy e De também estarão presentes na final.

Hospitalidade esteve no terreno durante o cozimento e falou com Christine Manfield, que ficou feliz por ver um aumento da representação feminina (foram três finalistas) e comentou sobre a importância da proveniência.

& # 8220Eu & # 8217m curioso sobre a proveniência de seus produtos e alguns se destacam mais do que outros & # 8221 disse Manfield. & # 8220É & # 8217s realmente sobre tentar determinar seu nível de conforto & # 8230 Quanto tempo levaram para desenvolver suas receitas, como eles & # 8217s refinaram ao longo do tempo. & # 8221

Danielle Alvarez ecoou o sentimento focado nos produtos e disse que os juízes prestaram atenção especial à história por trás dos pratos.

& # 8220Acho que o painel de jurados está se concentrando na qualidade do produto em primeiro lugar, então acho que & # 8217todos estamos olhando para a aparência do produto e por que o chef escolheu aquele ingrediente em particular, & # 8221 ela disse. & # 8220Eles & # 8217 estão falando sobre sustentabilidade e desperdício zero, e isso & # 8217 é realmente excelente. & # 8221

Lorenzo Morales terá cerca de nove meses para aperfeiçoar seu prato com a ajuda do chef executivo da Lume, John Rivera, que conversou com Hospitalidade sobre as oportunidades que a competição lhe proporcionou e seu novo papel como mentor.

& # 8220Eu sei como isso pode ser importante para jovens chefs & # 8221, disse ele. & # 8220Após eu ganhar e ir para Milão, isso abriu muitas oportunidades e inspirou muitos jovens cozinheiros filipinos a buscar sua própria culinária, sua cultura e sua própria interpretação de sua cultura, & # 8221 ele disse.

& # 8220Jose já estava trabalhando para mim na Lume e disse que queria fazer isso. Parecia certo que eu seria seu mentor - eu já estive aqui antes e realmente queria ajudá-lo a encontrar seu próprio estilo de cozinha filipino-australiana. & # 8221

A região do Pacífico foi a primeira a realizar sua final regional, com as 11 regiões restantes a seguir nos próximos meses.


Anunciado o vencedor do S.Pellegrino Young Chef Pacific

Restaurant & # 8217s Lume & # 8217s Jose Lorenzo Morales foi eleito o vencedor da final regional do Pacífico da competição S.Pellegrino Young Chef.

Lorenzo Morales recebeu o prêmio na frente de seus concorrentes e colegas em uma cerimônia de premiação realizada no Est. Em Sydney na noite passada.

O chef commis garantiu a vitória com seu prato chamado & # 8216Analogy & # 8217 (barriga de porco lechón assada, pasta de bogoong de camarão, bolacha de arroz pandan, latik caramelo e pó de tamarindo), que o jovem de 26 anos disse representar as tradições culinárias de as Filipinas.

& # 8220Eu quero restaurar nossas práticas ancestrais & # 8217 que refletem as tradições filipinas, para inspirar os habitantes locais a não esquecer nossa história. Eu apliquei técnicas que se estendem do norte ao sul das Filipinas de maneira coesa, não para expressar sofisticação, mas uma apreciação por um legado cultural que merece uma identidade. & # 8221

Os juízes Peter Gilmore, Christine Manfield, Dan Hunter, Danielle Alvarez e Jock Zonfrillo ficaram impressionados com a execução do prato de Lorenzo Morales & # 8217 e compareceram à culinária realizada no início do dia na Sydney Seafood School, observando os 10 semifinalistas e provando seus pratos.

Além da homenagem principal, S.Pellegrino concedeu três títulos adicionais durante a noite.

Abhijit Dey de SO Auckland ganhou o prêmio Fine Dining Lovers Food for Thought, com Kezia Kristel de Icebergs recebendo o prêmio S.Pellegrino de Responsabilidade Social. Igni & # 8217s James Bond-Kennedy recebeu o título de Conexão Acqua Panna em Gastronomia.

Lorenzo Morales, de Melbourne, viajará para Milão em 2020 para competir contra 11 chefs de todo o mundo pelo título de Young Chef 2020. Ele terá a companhia de seu mentor e vencedor anterior da região do Pacífico John Rivera, que ficou em no. .5 na final global em 2018. Kristel, Bond-Kennedy e De também estarão presentes na final.

Hospitalidade esteve no terreno durante o cozimento e falou com Christine Manfield, que ficou feliz por ver um aumento da representação feminina (foram três finalistas) e comentou sobre a importância da proveniência.

& # 8220Eu & # 8217m curioso sobre a proveniência de seus produtos e alguns se destacam mais do que outros, & # 8221 disse Manfield. & # 8220É & # 8217s realmente sobre tentar determinar seu nível de conforto & # 8230 Quanto tempo levaram para desenvolver suas receitas, como eles & # 8217s refinaram ao longo do tempo. & # 8221

Danielle Alvarez ecoou o sentimento focado nos produtos e disse que os juízes prestaram atenção especial à história por trás dos pratos.

& # 8220Acho que o painel de jurados está se concentrando na qualidade do produto em primeiro lugar, então acho que & # 8217todos estamos analisando a aparência do produto e por que o chef escolheu aquele ingrediente específico & # 8221 ela disse. & # 8220Eles & # 8217 estão falando sobre sustentabilidade e desperdício zero, e isso & # 8217 é realmente excelente. & # 8221

Lorenzo Morales terá cerca de nove meses para aperfeiçoar seu prato com a ajuda do chef executivo da Lume, John Rivera, que conversou com Hospitalidade sobre as oportunidades que a competição lhe proporcionou e seu novo papel como mentor.

& # 8220Eu sei como isso pode ser importante para jovens chefs & # 8221, disse ele. & # 8220Após eu ganhar e ir para Milão, isso abriu muitas oportunidades e inspirou muitos jovens cozinheiros filipinos a buscar sua própria culinária, sua cultura e sua própria interpretação de sua cultura, & # 8221 ele disse.

& # 8220Jose já estava trabalhando para mim na Lume e disse que queria fazer isso. Parecia certo que eu seria seu mentor - eu já estive aqui antes e realmente queria ajudá-lo a encontrar seu próprio estilo de cozinha filipino-australiana. & # 8221

A região do Pacífico foi a primeira a realizar sua final regional, com as 11 regiões restantes a seguir nos próximos meses.


Anunciado o vencedor do S.Pellegrino Young Chef Pacific

Restaurant & # 8217s Lume & # 8217s Jose Lorenzo Morales foi eleito o vencedor da final regional do Pacífico da competição S.Pellegrino Young Chef.

Lorenzo Morales recebeu o prêmio na frente de seus concorrentes e colegas em uma cerimônia de premiação realizada no Est. Em Sydney na noite passada.

O chef commis garantiu a vitória com seu prato chamado & # 8216Analogy & # 8217 (barriga de porco lechón assada, pasta de bogoong de camarão, bolacha de arroz pandan, latik caramelo e pó de tamarindo), que o jovem de 26 anos disse representar as tradições culinárias de as Filipinas.

& # 8220Eu quero restaurar nossas práticas ancestrais & # 8217 que refletem as tradições filipinas, para inspirar os habitantes locais a não esquecer nossa história. Eu apliquei técnicas que se estendem do norte ao sul das Filipinas de maneira coesa, não para expressar sofisticação, mas uma apreciação por um legado cultural que merece uma identidade. & # 8221

Os juízes Peter Gilmore, Christine Manfield, Dan Hunter, Danielle Alvarez e Jock Zonfrillo ficaram impressionados com a execução do prato de Lorenzo Morales & # 8217 e compareceram à culinária realizada no início do dia na Sydney Seafood School, observando os 10 semifinalistas e provando seus pratos.

Além da homenagem principal, S.Pellegrino concedeu três títulos adicionais durante a noite.

Abhijit Dey de SO Auckland ganhou o prêmio Fine Dining Lovers Food for Thought, com Kezia Kristel de Icebergs recebendo o prêmio S.Pellegrino de Responsabilidade Social. Igni & # 8217s James Bond-Kennedy recebeu o título de Conexão Acqua Panna em Gastronomia.

Lorenzo Morales, de Melbourne, viajará a Milão em 2020 para competir contra 11 chefs de todo o mundo pelo título de Young Chef 2020. Ele será acompanhado por seu mentor e vencedor anterior da região do Pacífico John Rivera, que ficou em no. .5 na final global em 2018. Kristel, Bond-Kennedy e De também estarão presentes na final.

Hospitalidade esteve no terreno durante o cozimento e falou com Christine Manfield, que ficou feliz por ver um aumento da representação feminina (foram três finalistas) e comentou sobre a importância da proveniência.

& # 8220I & # 8217m curioso sobre a proveniência de seus produtos e alguns se destacam mais do que outros & # 8221 disse Manfield. & # 8220É & # 8217s realmente sobre tentar determinar seu nível de conforto & # 8230 Quanto tempo levaram para desenvolver suas receitas, como eles & # 8217s refinaram ao longo do tempo. & # 8221

Danielle Alvarez ecoou o sentimento focado nos produtos e disse que os juízes prestaram atenção especial à história por trás dos pratos.

& # 8220Acho que o painel de jurados está se concentrando na qualidade do produto em primeiro lugar, então acho que & # 8217todos estamos analisando a aparência do produto e por que o chef escolheu aquele ingrediente específico & # 8221 ela disse. & # 8220Eles & # 8217 estão falando sobre sustentabilidade e desperdício zero, e isso & # 8217 é realmente excelente. & # 8221

Lorenzo Morales terá cerca de nove meses para aperfeiçoar seu prato com a ajuda do chef executivo da Lume, John Rivera, que conversou com Hospitalidade sobre as oportunidades que a competição lhe proporcionou e seu novo papel como mentor.

& # 8220Eu sei como isso pode ser importante para jovens chefs & # 8221, disse ele. & # 8220Após eu ganhar e ir para Milão, isso abriu muitas oportunidades e inspirou muitos jovens cozinheiros filipinos a buscar sua própria culinária, sua cultura e sua própria interpretação de sua cultura, & # 8221 ele disse.

& # 8220Jose já estava trabalhando para mim na Lume e disse que queria fazer isso. Parecia certo que eu seria seu mentor - eu já estive aqui antes e realmente queria ajudá-lo a encontrar seu próprio estilo de cozinha filipino-australiana. & # 8221

A região do Pacífico foi a primeira a realizar sua final regional, com as 11 regiões restantes a seguir nos próximos meses.


Anunciado o vencedor do S.Pellegrino Young Chef Pacific

Restaurant & # 8217s Lume & # 8217s Jose Lorenzo Morales foi eleito o vencedor da final regional do Pacífico da competição S.Pellegrino Young Chef.

Lorenzo Morales recebeu o prêmio na frente de seus concorrentes e colegas em uma cerimônia de premiação realizada no Est. Em Sydney na noite passada.

O chef commis garantiu a vitória com seu prato chamado & # 8216Analogy & # 8217 (barriga de porco lechón assada, pasta de bogoong de camarão, bolacha de arroz pandan, latik caramelo e pó de tamarindo), que o jovem de 26 anos disse representar as tradições culinárias de as Filipinas.

& # 8220Eu quero restaurar nossas práticas ancestrais & # 8217 que refletem as tradições filipinas, para inspirar os habitantes locais a não esquecer nossa história. Eu apliquei técnicas que se estendem do norte ao sul das Filipinas de maneira coesa, não para expressar sofisticação, mas uma apreciação por um legado cultural que merece uma identidade. & # 8221

Os juízes Peter Gilmore, Christine Manfield, Dan Hunter, Danielle Alvarez e Jock Zonfrillo ficaram impressionados com a execução do prato de Lorenzo Morales & # 8217 e compareceram à culinária realizada no início do dia na Sydney Seafood School, observando os 10 semifinalistas e provando seus pratos.

Além da homenagem principal, S.Pellegrino concedeu três títulos adicionais durante a noite.

Abhijit Dey de SO Auckland ganhou o prêmio Fine Dining Lovers Food for Thought, com Kezia Kristel de Icebergs recebendo o prêmio S.Pellegrino de Responsabilidade Social. Igni & # 8217s James Bond-Kennedy recebeu o título de Conexão Acqua Panna em Gastronomia.

Lorenzo Morales, de Melbourne, viajará para Milão em 2020 para competir contra 11 chefs de todo o mundo pelo título de Young Chef 2020. Ele terá a companhia de seu mentor e vencedor anterior da região do Pacífico John Rivera, que ficou em no. .5 na final global em 2018. Kristel, Bond-Kennedy e De também estarão presentes na final.

Hospitalidade esteve no terreno durante o cozimento e falou com Christine Manfield, que ficou feliz por ver um aumento da representação feminina (foram três finalistas) e comentou sobre a importância da proveniência.

& # 8220Eu & # 8217m curioso sobre a proveniência de seus produtos e alguns se destacam mais do que outros, & # 8221 disse Manfield. & # 8220É & # 8217s realmente sobre tentar determinar seu nível de conforto & # 8230 Quanto tempo levaram para desenvolver suas receitas, como eles & # 8217s refinaram ao longo do tempo. & # 8221

Danielle Alvarez ecoou o sentimento focado nos produtos e disse que os juízes prestaram atenção especial à história por trás dos pratos.

& # 8220Acho que o painel de jurados está se concentrando na qualidade do produto em primeiro lugar, então acho que & # 8217todos estamos analisando a aparência do produto e por que o chef escolheu aquele ingrediente específico & # 8221 ela disse. & # 8220Eles & # 8217 estão falando sobre sustentabilidade e desperdício zero, e isso & # 8217 é realmente excelente. & # 8221

Lorenzo Morales terá cerca de nove meses para aperfeiçoar seu prato com a ajuda do chef executivo da Lume, John Rivera, que conversou com Hospitalidade sobre as oportunidades que a competição lhe proporcionou e seu novo papel como mentor.

& # 8220Eu sei como isso pode ser importante para jovens chefs & # 8221, disse ele. & # 8220Após eu ganhar e ir para Milão, isso abriu muitas oportunidades e inspirou muitos jovens cozinheiros filipinos a buscar sua própria culinária, sua cultura e sua própria interpretação de sua cultura, & # 8221 ele disse.

& # 8220Jose já estava trabalhando para mim na Lume e disse que queria fazer isso. Parecia certo que eu seria seu mentor - eu já estive aqui antes e realmente queria ajudá-lo a encontrar seu próprio estilo de cozinha filipino-australiana. & # 8221

A região do Pacífico foi a primeira a realizar sua final regional, com as 11 regiões restantes a seguir nos próximos meses.


Anunciado o vencedor do S.Pellegrino Young Chef Pacific

Restaurant & # 8217s Lume & # 8217s Jose Lorenzo Morales foi eleito o vencedor da final regional do Pacífico da competição S.Pellegrino Young Chef.

Lorenzo Morales recebeu o prêmio na frente de seus concorrentes e colegas em uma cerimônia de premiação realizada no Est. Em Sydney na noite passada.

O chef commis garantiu a vitória com seu prato chamado & # 8216Analogy & # 8217 (barriga de porco lechón assada, pasta de bogoong de camarão, bolacha de arroz pandan, latik caramelo e pó de tamarindo), que o jovem de 26 anos disse representar as tradições culinárias de as Filipinas.

& # 8220Eu quero restaurar nossas práticas ancestrais & # 8217 que refletem as tradições filipinas, para inspirar os habitantes locais a não esquecer nossa história. Eu apliquei técnicas que se estendem do norte ao sul das Filipinas de maneira coesa, não para expressar sofisticação, mas uma apreciação por um legado cultural que merece uma identidade. & # 8221

Os juízes Peter Gilmore, Christine Manfield, Dan Hunter, Danielle Alvarez e Jock Zonfrillo ficaram impressionados com a execução do prato de Lorenzo Morales & # 8217 e compareceram à culinária realizada no início do dia na Sydney Seafood School, observando os 10 semifinalistas e provando seus pratos.

Além da homenagem principal, S.Pellegrino concedeu três títulos adicionais durante a noite.

Abhijit Dey de SO Auckland ganhou o prêmio Fine Dining Lovers Food for Thought, com Kezia Kristel de Icebergs recebendo o prêmio S.Pellegrino de Responsabilidade Social. Igni & # 8217s James Bond-Kennedy recebeu o título de Conexão Acqua Panna em Gastronomia.

Lorenzo Morales, de Melbourne, viajará a Milão em 2020 para competir contra 11 chefs de todo o mundo pelo título de Young Chef 2020. Ele será acompanhado por seu mentor e vencedor anterior da região do Pacífico John Rivera, que ficou em no. .5 na final global em 2018. Kristel, Bond-Kennedy e De também estarão presentes na final.

Hospitalidade esteve no terreno durante o cozimento e falou com Christine Manfield, que ficou feliz por ver um aumento da representação feminina (foram três finalistas) e comentou sobre a importância da proveniência.

& # 8220Eu & # 8217m curioso sobre a proveniência de seus produtos e alguns se destacam mais do que outros, & # 8221 disse Manfield. & # 8220É & # 8217s realmente sobre tentar determinar seu nível de conforto & # 8230 Quanto tempo levaram para desenvolver suas receitas, como eles & # 8217s refinaram ao longo do tempo. & # 8221

Danielle Alvarez ecoou o sentimento focado nos produtos e disse que os juízes prestaram atenção especial à história por trás dos pratos.

& # 8220Acho que o painel de jurados está se concentrando na qualidade do produto em primeiro lugar, então acho que & # 8217todos estamos analisando a aparência do produto e por que o chef escolheu aquele ingrediente específico & # 8221 ela disse. & # 8220Eles & # 8217 estão falando sobre sustentabilidade e desperdício zero, e isso & # 8217 é realmente excelente. & # 8221

Lorenzo Morales terá cerca de nove meses para aperfeiçoar seu prato com a ajuda do chef executivo da Lume, John Rivera, que conversou com Hospitalidade sobre as oportunidades que a competição lhe proporcionou e seu novo papel como mentor.

& # 8220Eu sei como isso pode ser importante para jovens chefs & # 8221, disse ele. & # 8220Após eu ganhar e ir para Milão, isso abriu muitas oportunidades e inspirou muitos jovens cozinheiros filipinos a buscar sua própria culinária, sua cultura e sua própria interpretação de sua cultura, & # 8221 ele disse.

& # 8220Jose já estava trabalhando para mim na Lume e disse que queria fazer isso. Parecia certo que eu seria seu mentor - eu já estive aqui antes e realmente queria ajudá-lo a encontrar seu próprio estilo de cozinha filipino-australiana. & # 8221

A região do Pacífico foi a primeira a realizar sua final regional, com as 11 regiões restantes a seguir nos próximos meses.


Anunciado o vencedor do S.Pellegrino Young Chef Pacific

Restaurant & # 8217s Lume & # 8217s Jose Lorenzo Morales foi eleito o vencedor da final regional do Pacífico da competição S.Pellegrino Young Chef.

Lorenzo Morales recebeu o prêmio na frente de seus concorrentes e colegas em uma cerimônia de premiação realizada no Est. Em Sydney na noite passada.

O chef commis garantiu a vitória com seu prato chamado & # 8216Analogy & # 8217 (barriga de porco lechón assada, pasta de bogoong de camarão, bolacha de arroz pandan, latik caramelo e pó de tamarindo), que o jovem de 26 anos disse representar as tradições culinárias de as Filipinas.

& # 8220Eu quero restaurar nossas práticas ancestrais & # 8217 que refletem as tradições filipinas, para inspirar os habitantes locais a não esquecer nossa história. Eu apliquei técnicas que se estendem do norte ao sul das Filipinas de maneira coesa, não para expressar sofisticação, mas uma apreciação por um legado cultural que merece uma identidade. & # 8221

Os juízes Peter Gilmore, Christine Manfield, Dan Hunter, Danielle Alvarez e Jock Zonfrillo ficaram impressionados com a execução do prato de Lorenzo Morales & # 8217 e compareceram à culinária realizada no início do dia na Sydney Seafood School, observando os 10 semifinalistas e provando seus pratos.

Além da homenagem principal, S.Pellegrino concedeu três títulos adicionais durante a noite.

Abhijit Dey de SO Auckland ganhou o prêmio Fine Dining Lovers Food for Thought, com Kezia Kristel de Icebergs recebendo o prêmio S.Pellegrino de Responsabilidade Social. Igni & # 8217s James Bond-Kennedy recebeu o título de Conexão Acqua Panna em Gastronomia.

Lorenzo Morales, de Melbourne, viajará para Milão em 2020 para competir contra 11 chefs de todo o mundo pelo título de Young Chef 2020. Ele terá a companhia de seu mentor e vencedor anterior da região do Pacífico John Rivera, que ficou em no. .5 na final global em 2018. Kristel, Bond-Kennedy e De também estarão presentes na final.

Hospitality was on the ground at the cook-off and spoke to Christine Manfield, who was happy to see an increase of female representation (there were three finalists) and commented on the importance of provenance.

“I’m curious about the provenance of their produce and some stand out more than others,” said Manfield. “It’s really about trying to ascertain their comfort level … How long it’s taken them to develop their recipes, how they’ve refined it over time.”

Danielle Alvarez echoed the produce-focused sentiment, and said the judges paid particular attention to the story behind the dishes.

“I think the judging panel is focusing on quality of product first and foremost, so I think we’re all looking around at what the produce looks like and why the chef has chosen that particular ingredient,” she said. “They’re all talking about sustainability and zero waste, and that’s really excellent.”

Lorenzo Morales will have around nine months to perfect his dish with the help of Lume executive chef John Rivera, who spoke to Hospitality about the opportunities the competition provided him with and his new role as a mentor.

“I know how important this can be for young chefs,” he said. “After I won and went to Milan, it opened up a lot of opportunities and inspired a lot of young Filipino cooks to go and pursue their own cuisine, their culture and their own interpretation of their culture,” he said.

“Jose was working for me already at Lume, and he said he wanted to do it. It felt right that I would mentor him — I’ve been here before and I really wanted to help him find his own style of Filipino-Australian cuisine.”

The Pacific region was the first to hold its regional final, with the remaining 11 regions to follow in the coming months.


S.Pellegrino Young Chef Pacific winner announced

Restaurant’s Lume’s Jose Lorenzo Morales has been named as the winner of the Pacific regional final for the S.Pellegrino Young Chef competition.

Lorenzo Morales received the award in front of his fellow competitors and peers at an awards ceremony held at est. in Sydney last night.

The commis chef secured the win with his dish named ‘Analogy’ (roasted lechón pork belly, shrimp bogoong paste, pandan rice cracker, latik caramel, and tamarind powder), which the 26-year-old said represented the culinary traditions of the Philippines.

“I want to restore our ancestors’ practices that reflect Filipino traditions, to inspire locals not to forget our history. I applied techniques that extend from the north to the south of the Philippines in a cohesive manner, not to express sophistication, but an appreciation for a cultural legacy that deserves an identity.”

Judges Peter Gilmore, Christine Manfield, Dan Hunter, Danielle Alvarez and Jock Zonfrillo were impressed by Lorenzo Morales’ execution of the dish and attended the cook-off held earlier in the day at the Sydney Seafood School, observing the 10 semi-finalists and tasting their dishes.

In addition to the top honour, S.Pellegrino awarded three additional titles during the evening.

Abhijit Dey from SO Auckland took out the Fine Dining Lovers Food for Thought Award, with Kezia Kristel from Icebergs receiving the S.Pellegrino Award for Social Responsibility. Igni’s James Bond-Kennedy was awarded the Acqua Panna Connection in Gastronomy title.

Melbourne-based Lorenzo Morales will travel to Milan in 2020 to compete against 11 chefs from across the globe for the title of Young Chef 2020. He will be joined by his mentor and previous winner of the Pacific region John Rivera, who ranked in at no.5 at the global finale in 2018. Kristel, Bond-Kennedy and De will also attend the finale.

Hospitality was on the ground at the cook-off and spoke to Christine Manfield, who was happy to see an increase of female representation (there were three finalists) and commented on the importance of provenance.

“I’m curious about the provenance of their produce and some stand out more than others,” said Manfield. “It’s really about trying to ascertain their comfort level … How long it’s taken them to develop their recipes, how they’ve refined it over time.”

Danielle Alvarez echoed the produce-focused sentiment, and said the judges paid particular attention to the story behind the dishes.

“I think the judging panel is focusing on quality of product first and foremost, so I think we’re all looking around at what the produce looks like and why the chef has chosen that particular ingredient,” she said. “They’re all talking about sustainability and zero waste, and that’s really excellent.”

Lorenzo Morales will have around nine months to perfect his dish with the help of Lume executive chef John Rivera, who spoke to Hospitality about the opportunities the competition provided him with and his new role as a mentor.

“I know how important this can be for young chefs,” he said. “After I won and went to Milan, it opened up a lot of opportunities and inspired a lot of young Filipino cooks to go and pursue their own cuisine, their culture and their own interpretation of their culture,” he said.

“Jose was working for me already at Lume, and he said he wanted to do it. It felt right that I would mentor him — I’ve been here before and I really wanted to help him find his own style of Filipino-Australian cuisine.”

The Pacific region was the first to hold its regional final, with the remaining 11 regions to follow in the coming months.


S.Pellegrino Young Chef Pacific winner announced

Restaurant’s Lume’s Jose Lorenzo Morales has been named as the winner of the Pacific regional final for the S.Pellegrino Young Chef competition.

Lorenzo Morales received the award in front of his fellow competitors and peers at an awards ceremony held at est. in Sydney last night.

The commis chef secured the win with his dish named ‘Analogy’ (roasted lechón pork belly, shrimp bogoong paste, pandan rice cracker, latik caramel, and tamarind powder), which the 26-year-old said represented the culinary traditions of the Philippines.

“I want to restore our ancestors’ practices that reflect Filipino traditions, to inspire locals not to forget our history. I applied techniques that extend from the north to the south of the Philippines in a cohesive manner, not to express sophistication, but an appreciation for a cultural legacy that deserves an identity.”

Judges Peter Gilmore, Christine Manfield, Dan Hunter, Danielle Alvarez and Jock Zonfrillo were impressed by Lorenzo Morales’ execution of the dish and attended the cook-off held earlier in the day at the Sydney Seafood School, observing the 10 semi-finalists and tasting their dishes.

In addition to the top honour, S.Pellegrino awarded three additional titles during the evening.

Abhijit Dey from SO Auckland took out the Fine Dining Lovers Food for Thought Award, with Kezia Kristel from Icebergs receiving the S.Pellegrino Award for Social Responsibility. Igni’s James Bond-Kennedy was awarded the Acqua Panna Connection in Gastronomy title.

Melbourne-based Lorenzo Morales will travel to Milan in 2020 to compete against 11 chefs from across the globe for the title of Young Chef 2020. He will be joined by his mentor and previous winner of the Pacific region John Rivera, who ranked in at no.5 at the global finale in 2018. Kristel, Bond-Kennedy and De will also attend the finale.

Hospitality was on the ground at the cook-off and spoke to Christine Manfield, who was happy to see an increase of female representation (there were three finalists) and commented on the importance of provenance.

“I’m curious about the provenance of their produce and some stand out more than others,” said Manfield. “It’s really about trying to ascertain their comfort level … How long it’s taken them to develop their recipes, how they’ve refined it over time.”

Danielle Alvarez echoed the produce-focused sentiment, and said the judges paid particular attention to the story behind the dishes.

“I think the judging panel is focusing on quality of product first and foremost, so I think we’re all looking around at what the produce looks like and why the chef has chosen that particular ingredient,” she said. “They’re all talking about sustainability and zero waste, and that’s really excellent.”

Lorenzo Morales will have around nine months to perfect his dish with the help of Lume executive chef John Rivera, who spoke to Hospitality about the opportunities the competition provided him with and his new role as a mentor.

“I know how important this can be for young chefs,” he said. “After I won and went to Milan, it opened up a lot of opportunities and inspired a lot of young Filipino cooks to go and pursue their own cuisine, their culture and their own interpretation of their culture,” he said.

“Jose was working for me already at Lume, and he said he wanted to do it. It felt right that I would mentor him — I’ve been here before and I really wanted to help him find his own style of Filipino-Australian cuisine.”

The Pacific region was the first to hold its regional final, with the remaining 11 regions to follow in the coming months.


Assista o vídeo: The Unique Journey of Natural Mineral Water (Novembro 2021).