Receitas tradicionais

Hard Rock Hotel aposta grande em Atlantic City

Hard Rock Hotel aposta grande em Atlantic City

Hard Rock International administra 25 hotéis, 11 cassinos e 181 restaurantes em 75 países, e fez sua mais nova aposta em Atlantic City, onde um Hard Rock Hotel & Casino de $ 500 milhões será inaugurado no famoso Boardwalk em 28 de junho, foi anunciado esta semana.

Depois de uma reforma massiva da propriedade de 17 acres que abrigou o Trump Taj Mahal de 1990 até o fechamento de 2006, que viu o local completamente renovado, o Hard Rock será inaugurado com uma programação de alguns dos principais atos musicais do país, um 400 -assentos Hard Rock Café, um bar de praia, um cassino com 2.100 caça-níqueis e 120 jogos de mesa e um hotel com tema rock.

Mais de 50 atos musicais, shows da Broadway e comediantes já foram reservados para o palco principal do hotel, incluindo Third Eye Blind (7/5); Florida Georgia Line (7 / 13-14); Pat Benatar, Neil Giraldo e Rick Springfield (7/26); Rascal Flatts (7/26); Frankie Valli e as Quatro Estações (27/07-28); George Thorogood (8/9); Blake Shelton (18/8); Contando Corvos com Vivo (23/08); Toby Keith e Trace Adkins (26/8); Amy Schumer e amigos (01/09); Steely Dan (10/13); Kid Rock (19/10-20); e Rock of Ages (10 / 30-11 / 4).

Todos os hóspedes do hotel terão acesso a refeições no quarto 24 horas, academia 24 horas, cadeiras e guarda-sóis para a praia ou piscina, e The Sound of Your Stay, um "programa de amenidade musical no quarto" que permite que os hóspedes selecionem listas de reprodução personalizadas, recebam uma guitarra elétrica e um amplificador no quarto e ouçam discos. Outras comodidades incluirão um spa e salão com serviço completo, uma loja de roupas e souvenirs e 150.000 pés quadrados de espaço para convenções.

Essa inauguração chega em um momento interessante para Atlantic City; como os hotéis Marina, como o Borgata e o Harrah's continuam a prosperar (eles são o primeiro e o segundo cassino de melhor desempenho da cidade, respectivamente), o Boardwalk está procurando seu próximo ato como Showboat, o Trump Taj Mahal, Revel, e Trump Plaza fecharam nos últimos anos. Mas o fato de o Showboat ter reaberto como um hotel, espera-se que o Revel reabra como Ocean Resort Casino ainda este ano, e o Hard Rock fez um grande investimento na cidade mostra que seus melhores anos ainda podem estar à frente. isto.


Apesar do vírus, os cassinos de Atlantic City reinvestem milhões

Com as restrições do COVID-19 limitando quantas pessoas podem jogar dentro de casa, e as receitas e lucros despencando, esta pode não parecer a melhor hora para os cassinos de Atlantic City gastarem muito em reformas

América com pouco frango

ATLANTIC CITY, N.J. - Com as restrições da COVID-19 limitando quantas pessoas podem jogar dentro, e as receitas e lucros despencando, esta pode não parecer a melhor hora para os cassinos de Atlantic City gastarem muito em reformas.

E ainda assim estão, olhando para um futuro pós-pandêmico, quando os jogadores estarão procurando as novidades. Eles estão investindo centenas de milhões de dólares com esses dias em mente.

O último a abrir o talão de cheques corporativo é Hard Rock, que disse à Associated Press na segunda-feira que vai gastar US $ 20 milhões para renovar suítes de hotel, abrir uma loja Starbucks, comprar novas máquinas caça-níqueis e jogos de mesa, adicionar um novo restaurante e atualizar suas comodidades à beira-mar .

As reformas acontecem em poucas semanas, nas quais o Ocean Casino Resort anunciou que está gastando US $ 15 milhões em melhorias no andar do cassino, bem como em comodidades externas como piscinas, cabanas e a praia, e o Harrah's revelou três novos restaurantes, um novo spa e um bar do lobby renovado.

A controladora do Harrah, Caesars Entertainment, recentemente delineou detalhes dos US $ 400 milhões que prometeu aos reguladores de jogos de Nova Jersey que ganharia em seus três cassinos em Atlantic City (Caesars, Harrah's e Tropicana) durante as audiências de mudança de propriedade no ano passado.

E a Bally's Corp. está investindo US $ 90 milhões no cassino Atlantic City de mesmo nome que adquiriu da Caesars Entertainment no ano passado.

Ambos os investimentos terão duração de três anos.

O Hard Rock está abrindo sua carteira menos de três anos depois de gastar meio bilhão de dólares para destruir o antigo cassino Trump Taj Mahal e transformá-lo em um resort de cassino Hard Rock.

E está fazendo isso em um mercado deprimido pelas restrições da COVID-19 e pela hesitação de alguns jogadores e turistas em retornar aos cassinos presenciais. Várias medidas de saúde e segurança em vigor desde a sua reabertura em julho passado, incluindo a limitação da ocupação do andar do cassino a 50%.

“Precisamos revigorar Atlantic City”, disse o presidente do Hard Rock, Joe Lupo. “Com o declínio da receita, há poucos visitantes por aí. Tornou-se mais competitivo. Essas propriedades como o Hard Rock, que apostam no longo prazo, estão investindo seus dólares agora. ”

Para o Hard Rock, a maior parte dos US $ 20 milhões irá para a renovação de 91 suítes. Mas todos os quartos de hotel do complexo terão televisores e iluminação novos também.

As atualizações de som também serão feitas no Hard Rock Live at Etess Arena e nas salas de concerto Sound Waves do cassino. O espaço para reuniões e convenções será reformado, assim como a piscina coberta.

O surto de coronavírus fez com que os lucros despencassem em mais de 80% no ano passado nos nove cassinos de Atlantic City, e as coisas teriam sido piores se não fosse pelo crescimento contínuo dos jogos de azar na Internet e uma pequena ajuda das apostas esportivas.

Mas o vírus não vai durar para sempre e, quando os clientes voltam em massa, os cassinos querem que eles voltem às suas instalações.

Pelas contas de Lupo, há três “novas” empresas de cassino em Atlantic City: a dele, que abriu o Hard Rock em junho de 2018 a próxima parceria de 50% no cassino Ocean pela família Ilitch de Detroit (a Ocean abriu no mesmo dia que Hard Rock fez) e o novo Caesars Entertainment, que manteve o nome, mas adotou a gestão do antigo Eldorado Resorts na fusão do ano passado.

“Com este novo investimento surge a necessidade de nossas empresas garantirem que seu produto e a experiência que oferecem atendam às necessidades das pessoas, especialmente em um momento em que a cidade está em declínio desde que reabrimos em julho”, disse ele. “Percebemos que temos uma oportunidade. A mudança constante dá aos nossos visitantes algo novo pelo qual ansiar, e isso sempre foi importante em Atlantic City. ”

Ele também leva em conta a concorrência contínua ao seu redor, de cassinos na Pensilvânia, Delaware, Nova York e outros estados do nordeste que estavam corroendo o mercado de Atlantic City mesmo antes da pandemia.


Apesar do vírus, os cassinos de Atlantic City reinvestem milhões

Com as restrições do COVID-19 limitando quantas pessoas podem jogar dentro de casa, e as receitas e lucros despencando, esta pode não parecer a melhor hora para os cassinos de Atlantic City gastarem muito em reformas

América com pouco frango

ATLANTIC CITY, N.J. - Com as restrições da COVID-19 limitando quantas pessoas podem jogar dentro, e as receitas e lucros despencando, esta pode não parecer a melhor hora para os cassinos de Atlantic City gastarem muito em reformas.

E ainda estão, olhando para um futuro pós-pandêmico, quando os jogadores estarão procurando as novidades. Eles estão investindo centenas de milhões de dólares com esses dias em mente.

O último a abrir o talão de cheques corporativo é Hard Rock, que disse à Associated Press na segunda-feira que vai gastar US $ 20 milhões para renovar suítes de hotel, abrir uma loja Starbucks, comprar novas máquinas caça-níqueis e jogos de mesa, adicionar um novo restaurante e atualizar suas comodidades à beira-mar .

As reformas acontecem em poucas semanas, nas quais o Ocean Casino Resort anunciou que está gastando US $ 15 milhões em melhorias no andar do cassino, bem como em comodidades externas como piscinas, cabanas e a praia, e o Harrah's revelou três novos restaurantes, um novo spa e um bar do lobby renovado.

A controladora do Harrah, Caesars Entertainment, recentemente delineou detalhes dos $ 400 milhões que prometeu aos reguladores de jogos de Nova Jersey que ganharia em seus três cassinos em Atlantic City (Caesars, Harrah's e Tropicana) durante as audiências de mudança de propriedade no ano passado.

E a Bally's Corp. está investindo US $ 90 milhões no cassino Atlantic City de mesmo nome que adquiriu da Caesars Entertainment no ano passado.

Ambos os investimentos terão duração de três anos.

O Hard Rock está abrindo sua carteira menos de três anos depois de gastar meio bilhão de dólares para destruir o antigo cassino Trump Taj Mahal e transformá-lo em um resort de cassino Hard Rock.

E está fazendo isso em um mercado deprimido pelas restrições da COVID-19 e pela hesitação de alguns jogadores e turistas em retornar aos cassinos presenciais. Várias medidas de saúde e segurança em vigor desde a sua reabertura em julho passado, incluindo a limitação da ocupação do andar do cassino a 50%.

“Precisamos revigorar Atlantic City”, disse o presidente do Hard Rock, Joe Lupo. “Com o declínio da receita, há poucos visitantes por aí. Tornou-se mais competitivo. Essas propriedades como o Hard Rock, que apostam no longo prazo, estão investindo seus dólares agora. ”

Para o Hard Rock, a maior parte dos US $ 20 milhões irá para a renovação de 91 suítes. Mas todos os quartos de hotel do complexo terão televisores e iluminação novos também.

As atualizações de som também serão feitas no Hard Rock Live at Etess Arena e nas salas de concerto Sound Waves do cassino. O espaço para reuniões e convenções será reformado, assim como a piscina coberta.

O surto de coronavírus fez com que os lucros despencassem em mais de 80% no ano passado nos nove cassinos de Atlantic City, e as coisas teriam sido piores se não fosse pelo crescimento contínuo dos jogos de azar na Internet e uma pequena ajuda das apostas esportivas.

Mas o vírus não durará para sempre e, quando os clientes voltam em massa, os cassinos querem que eles voltem às suas instalações.

Pelas contas de Lupo, há três “novas” empresas de cassino em Atlantic City: a dele, que abriu o Hard Rock em junho de 2018 a próxima parceria de 50% no cassino Ocean pela família Ilitch de Detroit (a Ocean abriu no mesmo dia que Hard Rock fez) e o novo Caesars Entertainment, que manteve o nome, mas adotou a gestão do antigo Eldorado Resorts na fusão do ano passado.

“Com este novo investimento surge a necessidade de nossas empresas garantirem que seu produto e a experiência que oferecem atendam às necessidades das pessoas, especialmente em um momento em que a cidade está em declínio desde que reabrimos em julho”, disse ele. “Percebemos que temos uma oportunidade. A mudança constante dá aos nossos visitantes algo novo pelo qual ansiar, e isso sempre foi importante em Atlantic City. ”

Ele também leva em conta a concorrência contínua ao seu redor, de cassinos na Pensilvânia, Delaware, Nova York e outros estados do nordeste que estavam corroendo o mercado de Atlantic City mesmo antes da pandemia.


Apesar do vírus, os cassinos de Atlantic City reinvestem milhões

Com as restrições do COVID-19 limitando quantas pessoas podem jogar dentro de casa, e as receitas e lucros despencando, esta pode não parecer a melhor hora para os cassinos de Atlantic City gastarem muito em reformas

América com pouco frango

ATLANTIC CITY, N.J. - Com as restrições da COVID-19 limitando quantas pessoas podem jogar dentro de casa, e as receitas e lucros despencando, esta pode não parecer a melhor hora para os cassinos de Atlantic City gastarem muito em reformas.

E ainda assim estão, olhando para um futuro pós-pandêmico, quando os jogadores estarão procurando as novidades. Eles estão investindo centenas de milhões de dólares com esses dias em mente.

O último a abrir o talão de cheques corporativo é Hard Rock, que disse à Associated Press na segunda-feira que vai gastar US $ 20 milhões para renovar suítes de hotel, abrir uma loja Starbucks, comprar novas máquinas caça-níqueis e jogos de mesa, adicionar um novo restaurante e atualizar suas comodidades à beira-mar .

As reformas ocorrem em poucas semanas nas quais o Ocean Casino Resort anunciou que está gastando US $ 15 milhões em melhorias no andar do cassino, bem como em comodidades externas como piscinas, cabanas e a praia, e o Harrah's revelou três novos restaurantes, um novo spa e um bar do lobby renovado.

A controladora do Harrah, Caesars Entertainment, recentemente delineou detalhes dos $ 400 milhões que prometeu aos reguladores de jogos de Nova Jersey que ganharia em seus três cassinos em Atlantic City (Caesars, Harrah's e Tropicana) durante as audiências de mudança de propriedade no ano passado.

E a Bally's Corp. está investindo US $ 90 milhões no cassino Atlantic City de mesmo nome que adquiriu da Caesars Entertainment no ano passado.

Ambos os investimentos terão duração de três anos.

O Hard Rock está abrindo sua carteira menos de três anos depois de gastar meio bilhão de dólares para destruir o antigo cassino Trump Taj Mahal e transformá-lo em um resort de cassino Hard Rock.

E está fazendo isso em um mercado deprimido pelas restrições da COVID-19 e pela hesitação de alguns jogadores e turistas em retornar aos cassinos presenciais. Várias medidas de saúde e segurança em vigor desde a sua reabertura em julho passado, incluindo a limitação da ocupação do andar do cassino a 50%.

“Precisamos revigorar Atlantic City”, disse o presidente do Hard Rock, Joe Lupo. “Com o declínio da receita, há poucos visitantes por aí. Tornou-se mais competitivo. Essas propriedades como o Hard Rock, que apostam no longo prazo, estão investindo seus dólares agora. ”

Para o Hard Rock, a maior parte dos US $ 20 milhões irá para a renovação de 91 suítes. Mas todos os quartos de hotel do complexo terão televisores e iluminação novos também.

Atualizações de som também serão feitas no Hard Rock Live at Etess Arena e nas salas de concerto Sound Waves do cassino. O espaço para reuniões e convenções será reformado, assim como a piscina coberta.

O surto de coronavírus fez com que os lucros despencassem em mais de 80% no ano passado nos nove cassinos de Atlantic City, e as coisas teriam sido piores se não fosse pelo crescimento contínuo dos jogos de azar na Internet e uma pequena ajuda das apostas esportivas.

Mas o vírus não durará para sempre e, quando os clientes voltam em massa, os cassinos querem que eles voltem às suas instalações.

Pelas contas de Lupo, há três “novas” empresas de cassino em Atlantic City: a dele, que abriu o Hard Rock em junho de 2018 a próxima parceria de 50% no cassino Ocean pela família Ilitch de Detroit (a Ocean abriu no mesmo dia que Hard Rock fez) e o novo Caesars Entertainment, que manteve o nome, mas adotou a gestão do antigo Eldorado Resorts na fusão do ano passado.

“Com este novo investimento surge a necessidade de nossas empresas garantirem que seu produto e a experiência que oferecem atendam às necessidades das pessoas, especialmente em um momento em que a cidade está em declínio desde que reabrimos em julho”, disse ele. “Percebemos que temos uma oportunidade. A mudança constante dá aos nossos visitantes algo novo pelo qual ansiar, e isso sempre foi importante em Atlantic City. ”

Ele também leva em conta a concorrência contínua ao seu redor, de cassinos na Pensilvânia, Delaware, Nova York e outros estados do nordeste que estavam corroendo o mercado de Atlantic City mesmo antes da pandemia.


Apesar do vírus, os cassinos de Atlantic City reinvestem milhões

Com as restrições COVID-19 limitando quantas pessoas podem jogar dentro de casa, e as receitas e lucros despencando, esta pode não parecer a melhor hora para os cassinos de Atlantic City gastarem muito em reformas

América com pouco frango

ATLANTIC CITY, N.J. - Com as restrições da COVID-19 limitando quantas pessoas podem jogar dentro de casa, e as receitas e lucros despencando, esta pode não parecer a melhor hora para os cassinos de Atlantic City gastarem muito em reformas.

E ainda estão, olhando para um futuro pós-pandêmico, quando os jogadores estarão procurando as novidades. Eles estão investindo centenas de milhões de dólares com esses dias em mente.

O último a abrir o talão de cheques corporativo é Hard Rock, que disse à Associated Press na segunda-feira que vai gastar US $ 20 milhões para renovar suítes de hotel, abrir uma loja Starbucks, comprar novas máquinas caça-níqueis e jogos de mesa, adicionar um novo restaurante e atualizar suas comodidades à beira-mar .

As reformas ocorrem em poucas semanas nas quais o Ocean Casino Resort anunciou que está gastando US $ 15 milhões em melhorias no andar do cassino, bem como em comodidades externas como piscinas, cabanas e a praia, e o Harrah's revelou três novos restaurantes, um novo spa e um bar do lobby renovado.

A controladora do Harrah, Caesars Entertainment, recentemente delineou detalhes dos $ 400 milhões que prometeu aos reguladores de jogos de Nova Jersey que ganharia em seus três cassinos em Atlantic City (Caesars, Harrah's e Tropicana) durante as audiências de mudança de propriedade no ano passado.

E a Bally's Corp. está investindo US $ 90 milhões no cassino Atlantic City de mesmo nome que adquiriu da Caesars Entertainment no ano passado.

Ambos os investimentos terão duração de três anos.

O Hard Rock está abrindo sua carteira menos de três anos depois de gastar meio bilhão de dólares para destruir o antigo cassino Trump Taj Mahal e transformá-lo em um resort de cassino Hard Rock.

E está fazendo isso em um mercado deprimido pelas restrições da COVID-19 e pela hesitação de alguns jogadores e turistas em retornar aos cassinos presenciais. Várias medidas de saúde e segurança em vigor desde a sua reabertura em julho passado, incluindo a limitação da ocupação do andar do cassino a 50%.

“Precisamos revigorar Atlantic City”, disse o presidente do Hard Rock, Joe Lupo. “Com o declínio da receita, há poucos visitantes por aí. Tornou-se mais competitivo. Essas propriedades como o Hard Rock, que apostam no longo prazo, estão investindo seus dólares agora. ”

Para o Hard Rock, a maior parte dos US $ 20 milhões irá para a renovação de 91 suítes. Mas todos os quartos de hotel do complexo terão televisores e iluminação novos também.

As atualizações de som também serão feitas no Hard Rock Live at Etess Arena e nas salas de concerto Sound Waves do cassino. O espaço para reuniões e convenções será reformado, assim como a piscina coberta.

O surto de coronavírus fez com que os lucros despencassem em mais de 80% no ano passado nos nove cassinos de Atlantic City, e as coisas teriam sido piores se não fosse pelo crescimento contínuo dos jogos de azar na Internet e uma pequena ajuda das apostas esportivas.

Mas o vírus não durará para sempre e, quando os clientes voltam em massa, os cassinos querem que eles voltem às suas instalações.

Pelas contas de Lupo, há três “novas” empresas de cassino em Atlantic City: a dele, que abriu o Hard Rock em junho de 2018 a próxima parceria de 50% no cassino Ocean pela família Ilitch de Detroit (a Ocean abriu no mesmo dia que Hard Rock fez) e o novo Caesars Entertainment, que manteve o nome, mas adotou a gestão do antigo Eldorado Resorts na fusão do ano passado.

“Com este novo investimento surge a necessidade de nossas empresas garantirem que seu produto e a experiência que oferecem atendam às necessidades das pessoas, especialmente em um momento em que a cidade está em declínio desde que reabrimos em julho”, disse ele. “Percebemos que temos uma oportunidade. A mudança constante dá aos nossos visitantes algo novo pelo qual ansiar, e isso sempre foi importante em Atlantic City. ”

Ele também leva em conta a concorrência contínua ao seu redor, de cassinos na Pensilvânia, Delaware, Nova York e outros estados do nordeste que estavam corroendo o mercado de Atlantic City mesmo antes da pandemia.


Apesar do vírus, os cassinos de Atlantic City reinvestem milhões

Com as restrições COVID-19 limitando quantas pessoas podem jogar dentro de casa, e as receitas e lucros despencando, esta pode não parecer a melhor hora para os cassinos de Atlantic City gastarem muito em reformas

América com pouco frango

ATLANTIC CITY, N.J. - Com as restrições da COVID-19 limitando quantas pessoas podem jogar dentro, e as receitas e lucros despencando, esta pode não parecer a melhor hora para os cassinos de Atlantic City gastarem muito em reformas.

E ainda estão, olhando para um futuro pós-pandêmico, quando os jogadores estarão procurando as novidades. Eles estão investindo centenas de milhões de dólares com esses dias em mente.

O último a abrir o talão de cheques corporativo é Hard Rock, que disse à Associated Press na segunda-feira que vai gastar US $ 20 milhões para renovar suítes de hotel, abrir uma loja Starbucks, comprar novas máquinas caça-níqueis e jogos de mesa, adicionar um novo restaurante e atualizar suas comodidades à beira-mar .

As reformas ocorrem em poucas semanas nas quais o Ocean Casino Resort anunciou que está gastando US $ 15 milhões em melhorias no andar do cassino, bem como em comodidades externas como piscinas, cabanas e a praia, e o Harrah's revelou três novos restaurantes, um novo spa e um bar do lobby renovado.

A controladora do Harrah, Caesars Entertainment, recentemente delineou detalhes dos $ 400 milhões que prometeu aos reguladores de jogos de Nova Jersey que ganharia em seus três cassinos em Atlantic City (Caesars, Harrah's e Tropicana) durante as audiências de mudança de propriedade no ano passado.

E a Bally's Corp. está investindo US $ 90 milhões no cassino Atlantic City de mesmo nome que adquiriu da Caesars Entertainment no ano passado.

Ambos os investimentos terão duração de três anos.

O Hard Rock está abrindo sua carteira menos de três anos depois de gastar meio bilhão de dólares para destruir o antigo cassino Trump Taj Mahal e transformá-lo em um resort de cassino Hard Rock.

E está fazendo isso em um mercado deprimido pelas restrições da COVID-19 e pela hesitação de alguns jogadores e turistas em retornar aos cassinos presenciais. Várias medidas de saúde e segurança em vigor desde a sua reabertura em julho passado, incluindo a limitação da ocupação do andar do cassino a 50%.

“Precisamos revigorar Atlantic City”, disse o presidente do Hard Rock, Joe Lupo. “Com o declínio da receita, há poucos visitantes por aí. Tornou-se mais competitivo. Essas propriedades como o Hard Rock, que apostam no longo prazo, estão investindo seus dólares agora. ”

Para o Hard Rock, a maior parte dos US $ 20 milhões irá para a renovação de 91 suítes. Mas todos os quartos de hotel do complexo terão televisores e iluminação novos também.

Atualizações de som também serão feitas no Hard Rock Live at Etess Arena e nas salas de concerto Sound Waves do cassino. O espaço para reuniões e convenções será reformado, assim como a piscina coberta.

O surto de coronavírus fez com que os lucros despencassem em mais de 80% no ano passado nos nove cassinos de Atlantic City, e as coisas teriam sido piores se não fosse pelo crescimento contínuo dos jogos de azar na Internet e uma pequena ajuda das apostas esportivas.

Mas o vírus não durará para sempre e, quando os clientes voltam em massa, os cassinos querem que eles voltem às suas instalações.

Pelas contas de Lupo, há três “novas” empresas de cassino em Atlantic City: a dele, que abriu o Hard Rock em junho de 2018 a próxima parceria de 50% no cassino Ocean pela família Ilitch de Detroit (a Ocean abriu no mesmo dia que Hard Rock fez) e o novo Caesars Entertainment, que manteve o nome, mas adotou a gestão do antigo Eldorado Resorts na fusão do ano passado.

“Com este novo investimento surge a necessidade de nossas empresas garantirem que seu produto e a experiência que oferecem atendam às necessidades das pessoas, especialmente em um momento em que a cidade está em declínio desde que reabrimos em julho”, disse ele. “Percebemos que temos uma oportunidade. A mudança constante dá aos nossos visitantes algo novo pelo qual ansiar, e isso sempre foi importante em Atlantic City. ”

Ele também leva em conta a concorrência contínua ao seu redor, de cassinos na Pensilvânia, Delaware, Nova York e outros estados do nordeste que estavam corroendo o mercado de Atlantic City mesmo antes da pandemia.


Apesar do vírus, os cassinos de Atlantic City reinvestem milhões

Com as restrições COVID-19 limitando quantas pessoas podem jogar dentro de casa, e as receitas e lucros despencando, esta pode não parecer a melhor hora para os cassinos de Atlantic City gastarem muito em reformas

América com pouco frango

ATLANTIC CITY, N.J. - Com as restrições da COVID-19 limitando quantas pessoas podem jogar dentro, e as receitas e lucros despencando, esta pode não parecer a melhor hora para os cassinos de Atlantic City gastarem muito em reformas.

E ainda estão, olhando para um futuro pós-pandêmico, quando os jogadores estarão procurando as novidades. Eles estão investindo centenas de milhões de dólares com esses dias em mente.

O último a abrir o talão de cheques corporativo é Hard Rock, que disse à Associated Press na segunda-feira que vai gastar US $ 20 milhões para renovar suítes de hotel, abrir uma loja Starbucks, comprar novas máquinas caça-níqueis e jogos de mesa, adicionar um novo restaurante e atualizar suas comodidades à beira-mar .

As reformas acontecem em poucas semanas, nas quais o Ocean Casino Resort anunciou que está gastando US $ 15 milhões em melhorias no andar do cassino, bem como em comodidades externas como piscinas, cabanas e a praia, e o Harrah's revelou três novos restaurantes, um novo spa e um bar do lobby renovado.

A controladora do Harrah, Caesars Entertainment, recentemente delineou detalhes dos $ 400 milhões que prometeu aos reguladores de jogos de Nova Jersey que ganharia em seus três cassinos em Atlantic City (Caesars, Harrah's e Tropicana) durante as audiências de mudança de propriedade no ano passado.

E a Bally's Corp. está investindo US $ 90 milhões no cassino Atlantic City de mesmo nome que adquiriu da Caesars Entertainment no ano passado.

Ambos os investimentos terão duração de três anos.

O Hard Rock está abrindo sua carteira menos de três anos depois de gastar meio bilhão de dólares para destruir o antigo cassino Trump Taj Mahal e transformá-lo em um resort de cassino Hard Rock.

E está fazendo isso em um mercado deprimido pelas restrições da COVID-19 e pela hesitação de alguns jogadores e turistas em retornar aos cassinos presenciais. Várias medidas de saúde e segurança em vigor desde a sua reabertura em julho passado, incluindo a limitação da ocupação do andar do cassino a 50%.

“Precisamos revigorar Atlantic City”, disse o presidente do Hard Rock, Joe Lupo. “Com o declínio da receita, há poucos visitantes por aí. Tornou-se mais competitivo. Essas propriedades como o Hard Rock, que apostam no longo prazo, estão investindo seus dólares agora. ”

Para o Hard Rock, a maior parte dos US $ 20 milhões irá para a renovação de 91 suítes. Mas todos os quartos de hotel do complexo terão televisores e iluminação novos também.

As atualizações de som também serão feitas no Hard Rock Live at Etess Arena e nas salas de concerto Sound Waves do cassino. O espaço para reuniões e convenções será reformado, assim como a piscina coberta.

O surto de coronavírus fez com que os lucros despencassem em mais de 80% no ano passado nos nove cassinos de Atlantic City, e as coisas teriam sido piores se não fosse pelo crescimento contínuo dos jogos de azar na Internet e uma pequena ajuda das apostas esportivas.

Mas o vírus não durará para sempre e, quando os clientes voltam em massa, os cassinos querem que eles voltem às suas instalações.

Pelas contas de Lupo, há três “novas” empresas de cassino em Atlantic City: a dele, que abriu o Hard Rock em junho de 2018 a próxima parceria de 50% no cassino Ocean pela família Ilitch de Detroit (a Ocean abriu no mesmo dia que Hard Rock fez) e o novo Caesars Entertainment, que manteve o nome, mas adotou a gestão do antigo Eldorado Resorts na fusão do ano passado.

“Com este novo investimento surge a necessidade de nossas empresas garantirem que seu produto e a experiência que oferecem atendam às necessidades das pessoas, especialmente em um momento em que a cidade está em declínio desde que reabrimos em julho”, disse ele. “Percebemos que temos uma oportunidade. A mudança constante dá aos nossos visitantes algo novo pelo qual ansiar, e isso sempre foi importante em Atlantic City. ”

Ele também leva em conta a concorrência contínua ao seu redor, de cassinos na Pensilvânia, Delaware, Nova York e outros estados do nordeste que estavam corroendo o mercado de Atlantic City mesmo antes da pandemia.


Apesar do vírus, os cassinos de Atlantic City reinvestem milhões

Com as restrições COVID-19 limitando quantas pessoas podem jogar dentro de casa, e as receitas e lucros despencando, esta pode não parecer a melhor hora para os cassinos de Atlantic City gastarem muito em reformas

América com pouco frango

ATLANTIC CITY, N.J. - Com as restrições da COVID-19 limitando quantas pessoas podem jogar dentro de casa, e as receitas e lucros despencando, esta pode não parecer a melhor hora para os cassinos de Atlantic City gastarem muito em reformas.

E ainda assim estão, olhando para um futuro pós-pandêmico, quando os jogadores estarão procurando as novidades. Eles estão investindo centenas de milhões de dólares com esses dias em mente.

O último a abrir o talão de cheques corporativo é Hard Rock, que disse à Associated Press na segunda-feira que vai gastar US $ 20 milhões para renovar suítes de hotel, abrir uma loja Starbucks, comprar novas máquinas caça-níqueis e jogos de mesa, adicionar um novo restaurante e atualizar suas comodidades à beira-mar .

As reformas ocorrem em poucas semanas nas quais o Ocean Casino Resort anunciou que está gastando US $ 15 milhões em melhorias no andar do cassino, bem como em comodidades externas como piscinas, cabanas e a praia, e o Harrah's revelou três novos restaurantes, um novo spa e um bar do lobby renovado.

A controladora do Harrah, Caesars Entertainment, recentemente delineou detalhes dos $ 400 milhões que prometeu aos reguladores de jogos de Nova Jersey que ganharia em seus três cassinos em Atlantic City (Caesars, Harrah's e Tropicana) durante as audiências de mudança de propriedade no ano passado.

E a Bally's Corp. está investindo US $ 90 milhões no cassino Atlantic City de mesmo nome que adquiriu da Caesars Entertainment no ano passado.

Ambos os investimentos terão duração de três anos.

O Hard Rock está abrindo sua carteira menos de três anos depois de gastar meio bilhão de dólares para destruir o antigo cassino Trump Taj Mahal e transformá-lo em um resort de cassino Hard Rock.

E está fazendo isso em um mercado deprimido pelas restrições da COVID-19 e pela hesitação de alguns jogadores e turistas em retornar aos cassinos presenciais. Várias medidas de saúde e segurança em vigor desde a sua reabertura em julho passado, incluindo a limitação da ocupação do andar do cassino a 50%.

“Precisamos revigorar Atlantic City”, disse o presidente do Hard Rock, Joe Lupo. “Com o declínio da receita, há poucos visitantes por aí. Tornou-se mais competitivo. Essas propriedades como o Hard Rock, que apostam no longo prazo, estão investindo seus dólares agora. ”

Para o Hard Rock, a maior parte dos US $ 20 milhões irá para a renovação de 91 suítes. Mas todos os quartos de hotel do complexo terão televisores e iluminação novos também.

Sound upgrades will also be made to the casino's Hard Rock Live at Etess Arena and Sound Waves concert venues. Meeting and convention space will be refurbished, as will the indoor pool.

The coronavirus outbreak sent profits plunging by more than 80% last year at Atlantic City's nine casinos, and things would have been worse had it not been for the continued growth of internet gambling and a small assist from sports betting.

But the virus won't last forever, and when customers do return in droves, casinos want them to come to their facilities.

By Lupo's reckoning, there are three “new” casino companies in Atlantic City: his own, which opened Hard Rock in June 2018 the upcoming 50% partnership in the Ocean casino by the Ilitch family of Detroit (Ocean opened the same day as Hard Rock did) and the new Caesars Entertainment, which kept the name but adopted the management of the former Eldorado Resorts in last year's merger.

“With this new investment comes a need for our companies to ensure that their product and the experience they offer meets the needs of people, especially at a time when the city has been declining since we reopened in July,” he said. “We realize we have an opportunity. The constant change gives our visitors something new to look forward to, and that has always been important in Atlantic City.”

It also takes into effect the ongoing competition all around it, from casinos in Pennsylvania, Delaware, New York and other northeastern states that had been eating away at Atlantic City's market even before the pandemic.


Despite virus, Atlantic City casinos reinvesting millions

With COVID-19 restrictions limiting how many people can gamble inside, and revenue and profits plunging, this might not sound like the best time for Atlantic City's casinos to be spending big on renovations

America running low on chicken

ATLANTIC CITY, N.J. -- With COVID-19 restrictions limiting how many people can gamble inside, and revenue and profits plunging, this might not sound like the best time for Atlantic City’s casinos to be spending big on renovations.

And yet they are, looking to a post-pandemic future when gamblers will be looking for the latest thing. They're investing hundreds of millions of dollars with those days in mind.

The latest to open the corporate checkbook is Hard Rock, which told The Associated Press on Monday it will spend $20 million to renovate hotel suites, open a Starbucks outlet, purchase new slot machines and tables games, add a new restaurant and upgrade its beachfront amenities.

The renovations come in a span of a few weeks in which the Ocean Casino Resort announced it is spending $15 million on upgrades to the casino floor, as well as outdoor amenities like pools, cabanas and the beach, and Harrah's unveiled three new restaurants, a new spa and a renovated lobby bar.

Harrah's parent company, Caesars Entertainment, recently outlined specifics of the $400 million it pledged New Jersey gambling regulators it would make at its three Atlantic City casinos (Caesars, Harrah's and Tropicana) during last year's change-of-ownership hearings.

And Bally's Corp. is plowing $90 million back into the Atlantic City casino of the same name that it acquired from Caesars Entertainment last year.

Both those investments will span three years.

Hard Rock is opening its wallet less than three years after spending a half-billion dollars to gut the former Trump Taj Mahal casino and turn it into a Hard Rock casino resort.

And it's doing so in a market depressed by COVID-19 restrictions and the hesitancy of some gamblers and tourists to return to in-person casinos. Numerous health and safety measures that have been in place since they reopened last July, including limiting occupancy of the casino floor to 50%.

“We need to reinvigorate Atlantic City,” said Hard Rock president Joe Lupo. “With declining revenue, there are only so many visitors out there. It's become more competitive. Those properties like Hard Rock that are in it for the long run, are investing their dollars now.”

For Hard Rock, the bulk of the $20 million will go toward renovations of 91 guest suites. But every hotel room in the complex will get new televisions and lighting as well.

Sound upgrades will also be made to the casino's Hard Rock Live at Etess Arena and Sound Waves concert venues. Meeting and convention space will be refurbished, as will the indoor pool.

The coronavirus outbreak sent profits plunging by more than 80% last year at Atlantic City's nine casinos, and things would have been worse had it not been for the continued growth of internet gambling and a small assist from sports betting.

But the virus won't last forever, and when customers do return in droves, casinos want them to come to their facilities.

By Lupo's reckoning, there are three “new” casino companies in Atlantic City: his own, which opened Hard Rock in June 2018 the upcoming 50% partnership in the Ocean casino by the Ilitch family of Detroit (Ocean opened the same day as Hard Rock did) and the new Caesars Entertainment, which kept the name but adopted the management of the former Eldorado Resorts in last year's merger.

“With this new investment comes a need for our companies to ensure that their product and the experience they offer meets the needs of people, especially at a time when the city has been declining since we reopened in July,” he said. “We realize we have an opportunity. The constant change gives our visitors something new to look forward to, and that has always been important in Atlantic City.”

It also takes into effect the ongoing competition all around it, from casinos in Pennsylvania, Delaware, New York and other northeastern states that had been eating away at Atlantic City's market even before the pandemic.


Despite virus, Atlantic City casinos reinvesting millions

With COVID-19 restrictions limiting how many people can gamble inside, and revenue and profits plunging, this might not sound like the best time for Atlantic City's casinos to be spending big on renovations

America running low on chicken

ATLANTIC CITY, N.J. -- With COVID-19 restrictions limiting how many people can gamble inside, and revenue and profits plunging, this might not sound like the best time for Atlantic City’s casinos to be spending big on renovations.

And yet they are, looking to a post-pandemic future when gamblers will be looking for the latest thing. They're investing hundreds of millions of dollars with those days in mind.

The latest to open the corporate checkbook is Hard Rock, which told The Associated Press on Monday it will spend $20 million to renovate hotel suites, open a Starbucks outlet, purchase new slot machines and tables games, add a new restaurant and upgrade its beachfront amenities.

The renovations come in a span of a few weeks in which the Ocean Casino Resort announced it is spending $15 million on upgrades to the casino floor, as well as outdoor amenities like pools, cabanas and the beach, and Harrah's unveiled three new restaurants, a new spa and a renovated lobby bar.

Harrah's parent company, Caesars Entertainment, recently outlined specifics of the $400 million it pledged New Jersey gambling regulators it would make at its three Atlantic City casinos (Caesars, Harrah's and Tropicana) during last year's change-of-ownership hearings.

And Bally's Corp. is plowing $90 million back into the Atlantic City casino of the same name that it acquired from Caesars Entertainment last year.

Both those investments will span three years.

Hard Rock is opening its wallet less than three years after spending a half-billion dollars to gut the former Trump Taj Mahal casino and turn it into a Hard Rock casino resort.

And it's doing so in a market depressed by COVID-19 restrictions and the hesitancy of some gamblers and tourists to return to in-person casinos. Numerous health and safety measures that have been in place since they reopened last July, including limiting occupancy of the casino floor to 50%.

“We need to reinvigorate Atlantic City,” said Hard Rock president Joe Lupo. “With declining revenue, there are only so many visitors out there. It's become more competitive. Those properties like Hard Rock that are in it for the long run, are investing their dollars now.”

For Hard Rock, the bulk of the $20 million will go toward renovations of 91 guest suites. But every hotel room in the complex will get new televisions and lighting as well.

Sound upgrades will also be made to the casino's Hard Rock Live at Etess Arena and Sound Waves concert venues. Meeting and convention space will be refurbished, as will the indoor pool.

The coronavirus outbreak sent profits plunging by more than 80% last year at Atlantic City's nine casinos, and things would have been worse had it not been for the continued growth of internet gambling and a small assist from sports betting.

But the virus won't last forever, and when customers do return in droves, casinos want them to come to their facilities.

By Lupo's reckoning, there are three “new” casino companies in Atlantic City: his own, which opened Hard Rock in June 2018 the upcoming 50% partnership in the Ocean casino by the Ilitch family of Detroit (Ocean opened the same day as Hard Rock did) and the new Caesars Entertainment, which kept the name but adopted the management of the former Eldorado Resorts in last year's merger.

“With this new investment comes a need for our companies to ensure that their product and the experience they offer meets the needs of people, especially at a time when the city has been declining since we reopened in July,” he said. “We realize we have an opportunity. The constant change gives our visitors something new to look forward to, and that has always been important in Atlantic City.”

It also takes into effect the ongoing competition all around it, from casinos in Pennsylvania, Delaware, New York and other northeastern states that had been eating away at Atlantic City's market even before the pandemic.


Despite virus, Atlantic City casinos reinvesting millions

With COVID-19 restrictions limiting how many people can gamble inside, and revenue and profits plunging, this might not sound like the best time for Atlantic City's casinos to be spending big on renovations

America running low on chicken

ATLANTIC CITY, N.J. -- With COVID-19 restrictions limiting how many people can gamble inside, and revenue and profits plunging, this might not sound like the best time for Atlantic City’s casinos to be spending big on renovations.

And yet they are, looking to a post-pandemic future when gamblers will be looking for the latest thing. They're investing hundreds of millions of dollars with those days in mind.

The latest to open the corporate checkbook is Hard Rock, which told The Associated Press on Monday it will spend $20 million to renovate hotel suites, open a Starbucks outlet, purchase new slot machines and tables games, add a new restaurant and upgrade its beachfront amenities.

The renovations come in a span of a few weeks in which the Ocean Casino Resort announced it is spending $15 million on upgrades to the casino floor, as well as outdoor amenities like pools, cabanas and the beach, and Harrah's unveiled three new restaurants, a new spa and a renovated lobby bar.

Harrah's parent company, Caesars Entertainment, recently outlined specifics of the $400 million it pledged New Jersey gambling regulators it would make at its three Atlantic City casinos (Caesars, Harrah's and Tropicana) during last year's change-of-ownership hearings.

And Bally's Corp. is plowing $90 million back into the Atlantic City casino of the same name that it acquired from Caesars Entertainment last year.

Both those investments will span three years.

Hard Rock is opening its wallet less than three years after spending a half-billion dollars to gut the former Trump Taj Mahal casino and turn it into a Hard Rock casino resort.

And it's doing so in a market depressed by COVID-19 restrictions and the hesitancy of some gamblers and tourists to return to in-person casinos. Numerous health and safety measures that have been in place since they reopened last July, including limiting occupancy of the casino floor to 50%.

“We need to reinvigorate Atlantic City,” said Hard Rock president Joe Lupo. “With declining revenue, there are only so many visitors out there. It's become more competitive. Those properties like Hard Rock that are in it for the long run, are investing their dollars now.”

For Hard Rock, the bulk of the $20 million will go toward renovations of 91 guest suites. But every hotel room in the complex will get new televisions and lighting as well.

Sound upgrades will also be made to the casino's Hard Rock Live at Etess Arena and Sound Waves concert venues. Meeting and convention space will be refurbished, as will the indoor pool.

The coronavirus outbreak sent profits plunging by more than 80% last year at Atlantic City's nine casinos, and things would have been worse had it not been for the continued growth of internet gambling and a small assist from sports betting.

But the virus won't last forever, and when customers do return in droves, casinos want them to come to their facilities.

By Lupo's reckoning, there are three “new” casino companies in Atlantic City: his own, which opened Hard Rock in June 2018 the upcoming 50% partnership in the Ocean casino by the Ilitch family of Detroit (Ocean opened the same day as Hard Rock did) and the new Caesars Entertainment, which kept the name but adopted the management of the former Eldorado Resorts in last year's merger.

“With this new investment comes a need for our companies to ensure that their product and the experience they offer meets the needs of people, especially at a time when the city has been declining since we reopened in July,” he said. “We realize we have an opportunity. The constant change gives our visitors something new to look forward to, and that has always been important in Atlantic City.”

It also takes into effect the ongoing competition all around it, from casinos in Pennsylvania, Delaware, New York and other northeastern states that had been eating away at Atlantic City's market even before the pandemic.


Watch the video: Hard Rock Hotel Atlantic City North Tower Ocean Classic Room (Setembro 2021).